Beatriz Luís em entrevista...

1. À margem desportiva, e apesar do sucesso que tem pautado o CIN nos últimos anos, que análise faz a toda esta situação? Na sua opinião, o que poderia/deveria mudar?
BL: A minha análise é meramente positiva. Uma vez que este foi o meu primeiro ano como navegadora, ainda é tudo novo, um mundo a descobrir e aprender. Erros acontecem de todas as partes e há sempre aspectos a melhorar, mas deixo as sugestões para quem tem mais experiência.

2. Num rali, um navegador tem várias tarefas. Como define a atuação de um navegador num rali? Qual o seu papel?
BL: A actuação de um navegador tem de ser rápida e eficaz, resumidamente "sem espinhas". É "ele" quem tem de controlar, quem tem que tranquilizar, ou pôr a mexer. Acima de tudo, tem que confiar nele mesmo. No meio de tanto stress, papeis, canetas, relógios, cronómetros, pessoas que sem querer acabam por nos impor mais pressão, o navegador tem que, mais do que andar ao lado, organizar tudo o que não seja conduzir e claro, não falhar.

3. Com que ambições e objetivos encara esta nova época?
BL: Ganhar, ganhar, ganhar e aprender. Este ano é ainda uma completa incógnita, no entanto, a ambição é sempre a mesma.

4. Em termos de longo prazo que metas define para a sua carreira, que evolução espera ter e onde se vê daqui a 5 anos?
BL: Ainda não posso falar em carreira, neste momento ainda me considero uma aprendiz. Mas como qualquer navegador, espero evoluir de rali para rali. Daqui a 5 anos, gostava sinceramente (se não é sonhar demasiado) estar numa boa equipa, a fazer por exemplo, o campeonato nacional de ralis.

5. Que agradecimentos gostaria de fazer?
BL: Quero agradecer especialmente aos dois grandes pilotos - Rui Fonseca e Elísio Vieira - que este ano tiveram a coragem de "me levar" e acreditar em mim, fazendo com que tudo isto fosse possível. 
Também à QF e a todos os navegadores que me emprestaram o fato para que eu pudesse correr. 
E claro, quero agradecer a todos os navegadores que me ensinam e me ajudam a crescer.

Actualizado em Terça, 09 Fevereiro 2016 17:09
 

João Castela em entrevista...

1. À margem desportiva, e apesar do sucesso que tem pautado o CIN nos últimos anos, que análise faz a toda esta situação? Na sua opinião, o que poderia/deveria mudar?
JC: Na minha opinião haveria de existir menos ralis e mais qualidade.

 

2. Independentemente do resultado, que prova deu mais “gozo” realizar no ano de 2015?
JC: No ano de 2015 foi o Rali Rota do Folar em Valpaços.

 

3. Com que ambições e objetivos encara esta nova época?
JC: Estarei determinado nesta nova época a ganhar a classe na qual estou inserido e procurar obter a melhor classificação à geral.

 

4. Quais os projetos para fazer provas além-fronteiras?
JC: O projeto que tenciono fazer será o Campeonato Galego de Ralis.

 

5. Em termos de longo prazo, que metas define para a sua carreira, que evolução espera ter e onde se vê daqui a 5 anos?
JC: A longo prazo gostaria de participar num troféu galaico-português.

 

6. Que agradecimentos gostaria de fazer?
JC: Gostaria de agradecer ao Sr. Nuno Gouveia e ao Sérgio Aguiar.

 

Actualizado em Terça, 09 Fevereiro 2016 16:43
 

Apresentação da Atividade Desportiva 2016

O organizador dos Troféus Inter-Municípios CIN e Galo, o Team Baia, vai apresentar a edição de 2016 e as suas Atividades Desportivas para esta época, no dia 14 de Fevereiro pelas 09.30h, em Vila Nova de Famalicão, mais propriamente na Casa do Território localizada no Parque da Devesa (Parque da Cidade).

Face à representação das sete provas do Troféu Intermunicípios CIN no Norte de Portugal, não só através dos Clubes organizadores, mas também dos Municípios aonde as mesmas se desenrolam, o Team Baia entendeu inovar e desenvolver diversas iniciativas para melhor contribuir para a sua dinamização e promoção!

Fica endereçado o convite a todas as equipas, comunicação social e amantes do automobilismo a participarem.

Actualizado em Quarta, 27 Janeiro 2016 23:06
 

Sérgio Carvalho em entrevista...

1. À margem desportiva, e apesar do sucesso que tem pautado o CIN nos últimos anos, que análise faz a toda esta situação? Na sua opinião, o que poderia/deveria mudar?
SC: Penso que muita coisa tem mudado ao longo dos anos, felizmente para melhor. Nota-se uma maior preocupação a nível de segurança dos espectadores, assim como, um maior rigor por parte das várias organizações nas verificações técnicas.
Deveria existir uma maior divulgação das provas e os seus resultados, pois é cada vez mais difícil angariar apoios.

2. Num rali, um navegador tem várias tarefas. Como define a atuação de um navegador num rali? Qual o seu papel?
SC: Um navegador é parte essencial dentro de um carro. É o relógio, a consciência e o motivador do piloto, além da responsabilidade de termos que ser exatos com as notas e horários, pois uma falha ou hesitação pode colocar em causa um rali.

3. Com que ambições e objetivos encara esta nova época?
SC: A época de 2016 será em princípio a primeira vez em que vamos fazer o campeonato completo, será, pelo motivo de aprendizagem e será também um teste á fiabilidade do carro face ao maior desgaste que terá.

4. Em termos de longo prazo, que metas define para a sua carreira, que evolução espera ter e onde se vê daqui a 5 anos?
SC: Face á conjuntura atual, só consigo ver a minha participação em ralis de forma amadora. De futuro, gostaria de ter a oportunidade de realizar ralis, mas ao volante.

5. Que agradecimentos gostaria de fazer?
SC: O maior agradecimento é dado às pessoas que nos ajudaram a tornar este projeto uma realidade, assim como, aos patrocinadores, familiares e apoiantes.

Actualizado em Sexta, 05 Fevereiro 2016 00:02
 

Marco Campos em entrevista...

1. À margem desportiva, e apesar do sucesso que tem pautado o CIN nos últimos anos, que análise faz a toda esta situação? Na sua opinião, o que poderia/deveria mudar?
MC: Ao longo dos anos, o CIN, tem melhorado muito, principalmente na segurança entre concorrentes e até mesmo com o público.

Na minha opinião, se o CIN continuar neste ritmo, no decorrer dos próximos anos estará em boa margem para se manter “em pé”.

2. Num rali, um navegador tem várias tarefas. Como define a atuação de um navegador num rali? Qual o seu papel?
MC: Com coração forte, alguns nervos e quase nenhum protagonismo, os navegadores são uma espécie de heróis esquecidos, mas fundamentais para o sucesso dos pilotos.
O papel dos navegadores é: Estudar o regulamento antes da prova; saber o que fazer em caso de acidente; saber estar em sintonia com o piloto em relação às notas e andamento; saber preencher a carta de controlo.

3. Com que ambições e objetivos encara esta nova época?
MC: Sempre com o mesmo empenho, dedicação que tive até hoje, evoluindo rali após rali.

4. Em termos de longo prazo, que metas define para a sua carreira, que evolução espera ter e onde se vê daqui a 5 anos?
MC: As metas que defino daqui a 5 anos é estar no meio “dos grandes” do campeonato nacional, mas sempre sem esquecer onde tudo começou, o CIN.

5. Que agradecimentos gostaria de fazer?
MC: Gostaria de agradecer a todos os pilotos que em 2015 naveguei, à minha família pelo apoio prestado e aos meus amigos pelo apoio no decorrer do campeonato.

Actualizado em Quinta, 04 Fevereiro 2016 23:18
 

2º Curso de Navegadores

Depois do sucesso do 1º Curso de Navegadores realizado em 2013, o Team Baia, promotor e organizador de eventos desportivos, vai realizar nos dias 12 e 13 de Março de 2016, um evento denominado de “2º Curso de Navegadores” em Vila Nova de Famalicão, no sentido de formar novos navegadores, bem como, aprofundar conhecimentos a navegadores menos experientes.

A formação teórica terá lugar, na Escola de Profissional Cior, no dia 12 de Março, onde os formandos vão ter os principais préstimos de Filipe Martins, Pedro Alves e Francisco Martins como seus formadores. Também estarão presentes os pilotos, Adruzilo Lopes, Miguel J. Barbosa, entre outros.

Quanto a parte prática vai-se realizar no dia 13 de Março, em Fradelos (Vila Nova de Famalicão), com viaturas de rali, sendo que os futuros navegadores irão acompanhar pilotos de renome, num “mini-rali” onde vai ser testado todos os conhecimentos adquiridos no dia anterior, com as viaturas e passarem por Parque Fechado, Parque de Assistência e por uma Pec.

Brevemente mais informações.

Actualizado em Quarta, 27 Janeiro 2016 23:20
 

Encontro de Pilotos 2016

 

A ASCRC (Associação Social, Cultural e Recreativa de Chorente e o Team Baia, levam a efeito na Pista de Chorente - Barcelos no dia 28 de Fevereiro de 2016, um encontro de pilotos que pretende a promoção ao desporto motorizado, sendo esta uma festa com vista na divulgação e na preparação para a época de 2016.

Para puder participar, basta realizar a ficha de inscrição abaixo, tendo um custo de participação de 30€, para o suporte na manutenção da pista.

Informamos que a pausa para almoço será entre as 12H00 e as 14H00.

Também relembramos que este evento não terá bilheteiras será gratuito.

 

> Ficha de Inscrição

Actualizado em Sexta, 01 Janeiro 2016 12:52
 

José Rodrigues em entrevista...

1. Em 2015, alcançou o título de Campeão Absoluto no CIN, um resultado que certamente vos deixou muito satisfeitos. Que balanço pode fazer da época?
JR: Esta foi uma época muito positiva, porque conseguimos este título que já nos vinha a escapar por várias vezes, mas nem tudo foi alegrias. Também fomos obrigados a desistir por avarias mecânicas em algumas provas, o que nos chegou a preocupar um pouco no decorrer da época, mas no final conseguimos atingir o nosso objetivo.

2. À margem desportiva, e apesar do sucesso que tem pautado o CIN nos últimos anos, que análise faz a toda esta situação? Na sua opinião, o que poderia/deveria mudar?
JR: O sucesso do CIN é nada mais o resultado do bom trabalho que o Team Baia tem feito em prol dos ralis.
Sobre o que poderia mudar, não tenho uma opinião concreta, pois sei, que é muito fácil por defeitos quando não somos nós a organizar e sei bem que às vezes não se pode fazer melhor porque não é possível.

3. Independentemente do resultado, que prova deu mais “gozo” realizar no ano de 2015?
JR: O rali de Vouzela, foi para mim um rali que me deu muito “gozo”, por causa do ambiente vivido, por ser localizado na zona centro e também por ser um rali novo para nós participantes do CIN.

4. 2016 será um novo ano de consolidação para vocês, mas também um ano de novas experiências. Com que ambições e objetivos encaram esta nova época?
JR: O nosso principal objetivo é tentar revalidar o título para que possamos ser bi-campeoes do CIN e logo depois se for possível fazer um rali entre outro extra o campeonato.

5. Quais os projetos em fazer provas além-fronteiras?
JR: Para além do campeonato CIN, vamos estar presentes na Rampa Internacional da Falperra, na Rampa da Penha e vamos tentar fazer uma ou outra prova de outros campeonatos, bem como, usufruir de um dos prémios do CIN 2015, ou seja, participar na 49ª Edição do Rallye de Ourense (Espanha).

6. Em termos de longo prazo, que metas define para a sua carreira, que evolução espera ter e onde se vê daqui a 5 anos?
JR: É muito difícil prever um futuro porque não sabemos o dia de amanhã, mas vou tentar fazer mais e melhor para tentar quem sabe um dia fazer o campeonato nacional de ralis.

7. Que agradecimentos gostaria de fazer?
JR: Em primeiro lugar aos nossos patrocinadores, por acreditarem em nós e tornarem possível a nossa presença assídua, em seguida à minha equipa que me ajudou a ter o carro sempre pronto para as provas e no fim, a todos aqueles que na estrada ou por qualquer outra maneira nos apoiam e nos dão mais força neste crescimento.

Actualizado em Quarta, 27 Janeiro 2016 00:07
 

Calendário Desportivo 2016

 »  Apresentação da Atividade Desportiva 2016 no dia 6 pelas 17h00 no 17º Salão Internacional de Turismo Gastronómico - 03 a 07 de Fevereiro em Ourense - Espanha - Realizado

> Extra - 10º CAM Rali Festival - 6/7 Fevereiro - Braga - Realizado

> Apresentação da Atividade Desportiva 2016 - 14 Fevereiro ás 9h00 - Casa do Território - V.N. Famalicão - Próximo

> Extra - Encontro de Pilotos - 28 Fevereiro - Pista de Chorente/Barcelos

> Curso de Navegadores - 12/13 Março - V.N. Famalicão

> 1ª Prova CIN - Rali do CAMI - 17 Abril - CAMI

> 2ª Prova CIN - Rali Santo Tirso - 29/30 Abril - CAST

> 3ª Prova CIN - Rali Pedras Salgadas - 28/29 Maio - ACPS

> 4ª Prova CIN - Rali Vila Nova Famalicão - 2 Julho - Team Baia

> Extra - Especial Sprint BVF - Famalicão - 30 Julho - Team Baia

> 5ª Prova CIN - Rali Mesão Frio - 27/28 Agosto - ACR

> 6ª Prova CIN - Rali Montelongo (Fafe) - 11 Setembro - Demoporto

> 7ª Prova CIN - Rali Valongo - 5/6 Novembro - GAS

Actualizado em Terça, 09 Fevereiro 2016 15:34
 

Autenticação

Visitas

809182
Hoje371
Ontem276
Esta semana647
Este mês2328

Em linha

Temos 3 visitantes em linha


Relógio

Página Team Baia

Newsletter